Após acordo no TRT, SINPRO realizará assembleia neste domingo (21/04) para eleger Junta Governativa

O professor Luizmar Oliveira das Neves, docente do ensino superior na capital representando cerca de 200 de Professores de Faculdades de Rondônia, que subscreveram um abaixo assinado, foi o autor da ação nº 0010519-13.2014.5.14.0007 igressada na 7ª Vara da Justiça do Trabalho, além de representação junto ao Ministério Público do Trabalho (MPT) contra a atual diretoria do Sindicato dos Professores de Instituições de Ensino Superior Privadas do Estado de Rondônia (alescomb_sinpro); sendo questionado o último processo eleitoral da entidade, uma eleição que deveria ser realizada no primeiro semestre deste ano, mas havia sido antecipada para setembro do ano passado sem a ciência da grande maioria da categoria. 

Nos procedimentos Luizmar questionou, também, a regra do estatuto do sindicato que permite a antecipação do pleito, pois a norma foi inserida no dispositivo em 2010, numa assembleia considerada irregular. Ainda de acordo com as denúncias, o grupo atual está à frente da entidade desde maio de 2009 e sua atuação teria trazido “graves prejuízos para os professores, com expedientes antidemocráticos e anti-sindicais”, reclama os denunciantes. Foi denunciado sobre a falta de diálogo e de informações para a categoria, da celebração de acordos coletivos atípicos e visivelmente prejudiciais e das dificuldades encontradas pelos professores para a filiação ao sindicato, afetando assim a sua representatividade.

Em audiência na 7ª Vara do Trabalho na Capital, neste último dia 09 o juiz homologou um termo de acordo onde o atual presidente do sindicato se comprometeu a publicar edital convocando toda a categoria para assembleia geral extraordinária que acontecerá neste domingo (22) às 16h00, para nomeação de uma Junta Governativa que irá administrar o sindicato até a eleição e posse da nova diretoria, conselho fiscal do sindicato e aprovação de novo estatuto social, em data a ser definida pela assembleia.

Procurado para dar esclarecimentos sobre a ação e sobre a representatividade perante os professores do ensino superior de Rondônia, o professor Luizmar disse que as negociações para que se realizasse esta nova eleição foram muito complicadas e que houve muita resistência; mas que nesta sua atuação como sindicalista ele contou com a participação mais direta de um grupo de professores que deverão compor uma chapa para concorrer nas eleições e, principalmente, teve grande apoio e incentivo da categoria.

Luizmar, também, é agente de passagem e analista de sistemas em duas empresas de transporte e faz parte da diretoria do Sindicato dos Trabalhadores no Transporte Rodoviário (SINTTRAR), onde ocupa o cargo de secretário geral. É professor do curso de sistemas de informação, bacharel em Sistemas de Informação, pós graduado em governança em tecnologia da Informação e pós graduado em gestão pedagógica do ensino superior. A experiência do professor nos movimentos sociais e sindicais vem desde sua participação em grêmio estudantil na juventude e como membro da direção da Central Única dos Trabalhadores (CUT); Luizmar Neves já fez vários cursos de formação sindical, além de participar de aproximadamente vinte negociações coletivas todos os anos, tanto pelo SINTTRAR com o presidente Da Silva, quanto pela CUT acompanhando o presidente Itamar Ferreira, além do apoio da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino (CONTEE), os quais ajudaram neste processo de retomada do alescomb_sinpro, que agora será dos professores trabalhadores,” disse o professor e sindicalista Luizmar Neves.

|
| Imprimir